terça-feira, 21 de julho de 2009

De manhã

Domingo de manhã, saio do quarto e dou de cara com o Rodrigo, sentadinho à mesa, comendo cereal. Ao me ver, ele abre um sorriso que mistura sapequice e alegria e exclama:
- Bom dia, flor do dia!
E não tem frio lá fora, nem cinza no céu, nem chuva fina e persistente: só o colorido da flor que ele vê em mim.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Códigos


Eu e Rodrigo na fármacia, procurando uma escova de dentes nova. Ele viu uma de que gostou, mas não era pra idade dele, então expliquei:

- Rô, essa não é pra criança do seu tamanho. A sua tem que ser dessas aqui, olha: de 2 a 4 anos. Veja, tem essas...

Ele examinou e fez sua escolha.

Já que estávamos lá, aproveitei para olhar protetor solar. Estava lá, ele me ofereceu um e eu disse que não, que eu não gostava daquele. Aí, ele veio me tentar me convencer:

- mãe, mas aqui está escrito que é para mulheres...hmmm...da sua idade!

domingo, 12 de julho de 2009

De amor e de sombras

Todo mundo no carro, a caminho do teatro. Rodrigo reclamando do sol:
- Mãe. O sol tá bem na minha cara. Eu não gosto.
- Ai, Rô, é chato mesmo, mas já-já a gente vira e o sol sai da sua cara.
- Tudo bem, mãe. Eu tô com a mão na "tomba".
- Ahn? Mão na tromba? Do elefante?
- Não, mãe. Na "tom-ba".
- O carro quase tromba?
- Não mãe. Aqui no escuro do sol... a "tomba".
- Ah!!!! A sombra, claro, meu filho...
:-)

sábado, 11 de julho de 2009

versão: Rodrigo

Rodrigo reinterpra Julieta Venegas:

- "Pokemón..." ;-)

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Confundindo-se com as palavras

E agora o Rodrigo está ficando quase doido com a descoberta de que as palavras têm mais do que um único significado. Então, depois do jantar, estávamos nós brincando de quebra-cabeças quando Edu passou por nós, olhou os pés do menino e falou:
- Rô, se quiser tirar essa meia suja, me dá que eu já ponho pra lavar.
Rodrigo mais do que depressa concordou e tirou as meias. Aí, Edu comentou:
- As meias dele estão de molho.
Rodrigo faz uma cara de nojo, seguida por uma espécie de diversão transgressora:
- eca... não é, mamãe, que molho de meia é ruim?
Realmente, deve ser terrível esse tal de molho de meia, mesmo com macarrão ;-)

Gato de Botas



No final de semana passado, quando passamos rapidamente pela cidade na qual fica o sítio de uns amigos, vi que tinha uma coisa que o Rodrigo queria há tempos (nós é que não havíamos ainda encontrado no número dele): galochas!

Perguntamos, tinha o número dele. Os olhos do menino se iluminaram! E quando perguntei se ele queria a vermelha ou a azul, a resposta veio rápida: "A vermelha!".

Ele passou o final de semana inteiro andando pelo sítio, feliz da vida em suas galochas novas. Exploramos o lugar, colhemos quilos e quilos de limão cravo, pegamos alecrim, tomilho e hortelã na horta, vimos os cachorros, patos e galinhas e ainda pescamos peixes na peneira - de tão grande que eles eram, só na base da peneira mesmo ;-) E meu pequeno lenhador, o tempo todo de botas vermelhas.

Domingo à noite voltamos, e o plano fundamental da volta era "mostrar pro meu papai as minhas botas novas".

E na terça, quando fomos levar para uma amiga um pouco dos limões colhidos, tivemos que bater de novo à porta dela porque, na saída, ele fez um bico triste e comentou "ela nem viu as minhas botas"...

De modo que agora, mesmo no sol que anda fazendo, Rodrigo anda de botas. E vocês nem sabem como elas são mágicas: com elas, os pulos são mais altos, os sorrisos mais abertos, as poses muito mais heróicas...



sexta-feira, 3 de julho de 2009

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Rodrigo Partimpim

Eu, no meio da arrumação da casa, cantando a música da Adriana Partimpim.

- "Por que os dentes caem, por onde os filhos saem?"

A que o Rodrigo mais do que depressa me esclarece:

- Pela porta, mãe!

E não é? ;-)